quarta-feira, julho 29, 2009

Exercício

Pediram-me para ser claro. Estava para iniciar o texto assim: "hirto, tenso, rijo", ou qualquer coisa do género... Mas apontaram-me o excesso de símbolos. Juro que iria continuar nesta entoação do "rijo, hirto" ou "tenso". Ia prolongar-me, desafiando todos os sinónimos do estado sólido. Mais do que o estado de estar sólido, a incapacidade de quebrar a tensão, de me libertar. É o que me falta, a verdadeira distensão, a interior. Não quero ser mole, não quero deixar-me ir nas situações ou mergulhar em erros. Mas diz-se que não há nada de mal em arriscar, em piscar o olho, em desafiar. Em viver. E falta-me, juro, falta-me. Só sei dividir-me em dois, na clausura de uma concha ou na frontalidade dos olhos transparentes. Quando o resto do mundo flui, o resto do mundo dança. Logo eu que gosto tanto de dançar... Danço desmesuradamente, não me sinto nem rijo, nem hirto, nem tenso. Fluo com transparência. Sólido e claro.

segunda-feira, julho 27, 2009

Se como Wilde diz, toda a gente que desaparece acaba por ser vista em São Francisco, então fica aqui a promessa de um dia evaporar-me.

segunda-feira, julho 20, 2009

Se alguma vez estive perto de saber realmente o que é música indie, então os responsáveis são os "The Pains of Being Pure at Heart". São eles que estão a ganhar o meu Verão, são eles que preenchem os espaços entre as memórias.

quinta-feira, julho 09, 2009

de vez em quando escolhe-se a lâmina. de vez em quando muda-se e é a lâmina que aparece. sabemos que fere. sabemos do ardor, do sofrimento, do sangue. sentimos a escolha e isso alimenta-nos com vida.

domingo, julho 05, 2009

e as noites são para dançar

"we don't wanna wait no time no time" dizem os CHEW LiPS. acertam. não queremos perder tempo. queremos tudo rápido, instantâneo, agora. simples, via usb, banda-larga ou bluetooth, de borla. sem pagamento, sem responsabilidades, sem dívidas, sem riscos, sem trade-off. no amor, na amizade, no direito, no trabalho, no país. com um sorriso, hifenizado, sem custo. já.

e as noites são para dançar
"Thank u 4 a funky time call me up whenever u want 2 grind"

quarta-feira, julho 01, 2009

Prendi todas as minhas acções. "Liberta-te", dizem-me. Eu respondo que prefiro não me trair...