domingo, novembro 16, 2008

"23" - Blonde Redhead

Posso ser eu.

"How many times the world go around?"

Mas acredito que a essência do "Twenty three" dos Blonde Redhead esteja toda no verso acima. Os cinco minutos e 18 segundos da canção assentam nesta questão.

Já ouvi tantas vezes o "Twenty three"... Nos últimos tempos faz-me especial companhia no quarto, a partir do leitor de cds, numa repetição obsessiva, in loop, num concentrado de loops. Já li a letra toda e continua a ser este o único verso que pronuncio, que me sai da boca e me ocupa os neurónios (que me tem sustentado em momentos de angústia, quando ao definir per se a música me ajuda a definir de forma visceral aquilo que sinto).

Há os acordes iniciais. Há o refrão. Mas é "o mundo gira" no timbre da Kazu Makino que despoleta o essencial da mensagem, o carácter circular da vida, a força telúrica subjacente. Quantas vezes é que o universo ainda vai explodir? Quantas vezes é que a velocidade febril do amor te feriu?


"How many times, as long as you wish..."


Quantas vezes é que te queres assim, como és, a acontecer dessa forma?

"How many times, the world go around?"

As vezes que se quiser, como o ponteiro do relógio, como o começar de uma semana. As vezes que quisermos, as repetições que forem necessárias, os actos de sempre. A procura do mesmo sofrimento na mesma forma de amar, na mesma ideia da vida, na mesma forma em como acordamos. A mesma dor, na lástima, no medo, na vontade contínua de querer evitar-se o sofrimento.

"23 seconds, in you I see a chance"

Há mais coisas. Há corações marcados dentro da voz da cantora, dentro da bateria, dentro da guitarra. Há a perda contínua e crescente que se cristaliza, perfeita, na morte.

Há a mudança.

"23 magic, if you change the name of love"

O sentimento condutor e letárgico em que se transforma a repetição dos dias. Poder-se alcançar a mudança. Mudarmos o nosso nome sem nos desapaixonarmos do mundo ou de nós.

Mudar para amar.

"As long as you live, how many times"

Posso ser eu...

"The world go around?"

* O "Twenty three" dos Blonde Redhead pode ser ouvido aqui.

3 comentários:

Kraak disse...

Um grande álbum e um grande tema, sem dúvida. Ficamos possuídos pelas vozes de Kazu Makino e Amedeo Pace, numa viagem que nos transporta para além da atmosfera.

Sabias que ela participou no tema "Hours", dos TV on the Radio?

23 Hugzz

Randomsailor disse...

Não fazia ideia, tenho que ouvir melhor... Thanks!

Eles são fantásticos, mesmo

Abraço! :)

Kraak disse...

Ya, ano passado tive a sorte de os ver duas vezes, hehe! Muito fixe. Quem sabe um regresso a PT para um concerto próprio, hein? :P

Blonde Hugzz! (naum que seja loiro, :S)