quarta-feira, setembro 19, 2007

Olhei para o lado. Ao longe a rua descia, o taxi não me deixou focar muito tempo o ponto mas foi o suficiente. Mentalmente fixei-me na curva que já não se via, na vegetação densa que já não existia, no fim de tarde quente em que o meu irmão me ensinou a andar de bicicleta naquela rua. Era um entardecer de Primavera, daqueles em que o sol estava prometido para o dia seguinte.

Em Setembro, tenho saudades de Maio.

2 comentários:

provavelmente talisca disse...

Há irmãos grandes que têm muita sorte.

Randomsailor disse...

Não talisca, os irmãos pequenos é que têm sorte...:)