terça-feira, agosto 26, 2008

Resgato do meu passado as músicas que o marcam. Submeto-as a uma nova continuidade, criando com elas novas memórias dentro de mim, transformando-as nesse processo.

Decidi não ser um súbdito do meu passado. Recuso-me a isso. Há sempre novas razões para o sofrimento e para a felicidade, o vento chega-me para a nostalgia...

2 comentários:

Kraak disse...

A "Música" (as do passado e as do presente) tem um dom específico que faz com que as pessoas se transformem (em passado, presente e futuro), julgo eu, sempre para melhor. Muito do presente se deve ao passado, como numa série cronológica corrente dependente do valor do coeficiente R.

É uma questão de acompanhar musicalmente onde se encontra o valor de R.

Alguém se lembra o que é o coeficiente R? :P

Hugzz musicaizz

Randomsailor disse...

eu não me lembro! :P

abraço