quinta-feira, março 08, 2007

Vieira da Silva














"(...) Na obscura noite lúcida."
Sophia de Mello Breyner


Parte da obra de Vieira da Silva está exposta na

Fundação Árpád Szenes-Vieira da Silva

3 comentários:

Randomsailor disse...

"Atenta antena
Athena
De olhos de coruja
Na obscura noite lúcida"

Este é o poema completo.

Kraak/Peixinho disse...

Excelente! A Sophia bem que andava sempre à volta de Atenas... ou mais concretamente pelas Ilhas Gregas, onde efectivamente as noites têm tendência para serem lúcidas. :)

Hugzz Luso-Gregos

Randomsailor disse...

Acredito nas noites lúcidas, na mente de alguém. Em qualquer ponto do globo...

Abraço