terça-feira, agosto 14, 2007

Como se tem falado muito de marinheiros por aqui...


... aqui vai o meu marinheiro favoríto.

7 comentários:

Deborah Harry disse...

...só faltava este:-)- Demasiado bonito e solitário. Realmente viver sem precisar dos outros só funciona na banda desenhada.

Randomsailor disse...

Bom deborah, eu sou daqueles que acredita que o Corto viveu o resto da vida numa ilha do Pacífico com Pandora...;)

Deborah Harry disse...

Então és dos meus: esperança e romantismo. Q.b..

Deborah Harry disse...

Não gosto de comentar tanto:-), pareço chata. Mas tentei deixar-te uma resposta no post do marinheiro e não consigo. Dizia-te que o Querelle é um filme sobre um marinheiro: gosto dos cenários e do imaginário. No Wild at Heart tens o casal Luna e Sailor. Daí a minha associação de ideias.

gonn1000 disse...

Será que o Corto dançava o "In the Navy"? O Querelle era rapaz para dançar...

Deborah Harry disse...

Por acaso acho o Corto e o Querelle muito másculos, independentemente de tudo:). Até a dançar o In the navy, lol.

Randomsailor disse...

Deborah: então foi esse associar de palavras. O sailor é uma grande personagem. O wild at heart não é o meu filme favoríto do Linch, mas o imaginário é cativante. Adorei o abandono deles (o sailor e a lula) a dançar no deserto. É real e tão utópico!

gonn, o corto gosta mais de dançar tango, não me parece que seja homem para discotecas.